Low-Code vs. No-Code:
qual é a diferença?

À primeira vista, é fácil confundir o Low-Code com o No-Code. Até mesmo as grandes empresas de análises parecem encontrar dificuldade para diferenciá-las. Desconsiderando a confusão do mercado, é muito possível distinguir entre plataformas Low-Code e No-Code.
Existem, literalmente, centenas de pequenos detalhes e recursos que diferenciam as plataformas Low-Code das soluções No-Code. A maioria deles não fica aparente no nível da interface do usuário, que é de onde vem grande parte da confusão entre as duas soluções.

Low-Code vs. No-Code:
quando usar o quê

Low-Code é útil para o desenvolvimento de aplicativos e portais independentes para dispositivos móveis e para a web, que provavelmente exigirão integração com outros sistemas e várias fontes de dados. Na verdade, pode ser usado para praticamente tudo.

image
image

As ferramentas No-Code, por outro lado, só devem ser usadas para casos de uso de front-end. Portanto a menos que você esteja desenvolvendo somente aplicativos bem simples e exija pouco em termos de personalização, é provável que o Low-Code seja a melhor opção.

O Low-Code permite criar aplicativos adaptáveis e fáceis de usar.

Embora não seja tão simples quanto o No-Code, as ferramentas Low-Code ainda são suficientemente simples para colocar esses aplicativos em funcionamento muito mais rápido do que se fossem feitos com programação manual. E, como o Low-Code ainda exige algum conhecimento de programação, está implícito que as pessoas que criam seus aplicativos farão o desenvolvimento corretamente, e que seus novos aplicativos não sobrecarregarão você com riscos de segurança ou problemas de conformidade.

Vamos examinar com mais detalhes os prós e contras de ambos, Low-Code e No-Code.

Vantagens do Low-Code

São vários os benefícios de utilizar uma plataforma Low-Code. Vamos analisar de maneira geral as maiores vantagens do desenvolvimento com Low-Code antes de examinarmos o que o No-Code pode oferecer.

Rapidez

Com o Low-Code, você pode criar aplicativos para várias plataformas simultaneamente e apresentar às partes interessadas exemplos de trabalho em dias ou até mesmo horas.

Implementação com um clique

Com o Low-Code, basta um único clique para enviar seu aplicativo para a produção. O dia do lançamento deixou de ser uma experiência estressante.

Mais recursos

Se você está trabalhando em um grande projeto, não precisa mais esperar que os desenvolvedores com habilidades especializadas terminem outro projeto demorado. Com isso, tudo pode ser feito de maneira mais rápida e com menor custo.

Baixo risco/alto ROI

Com Low-Code, os processos de segurança robustos, integração de dados e suporte multiplataforma já estão integrados e podem ser facilmente personalizados. Isso traz menos riscos e mais tempo para você se concentrar nos seus negócios.

Desvantagens do Low-Code

Se você gostou da lista de vantagens e está pronto para adotar o Low-Code, não se precipite. O Low-Code tem suas desvantagens. Por um lado, se você tiver somente uma noção sobre desenvolvimento, será difícil dominar rapidamente a maioria das plataformas Low-Code. Além disso, embora o Low-Code possibilite a criação rápida de aplicativos funcionais, as ferramentas Low-Code podem coibir o desenvolvimento de aplicativos corporativos. Nem sempre é fácil atender aos requisitos de escalabilidade, alta qualidade, alto desempenho e outros requisitos não funcionais com o Low-Code, tampouco é fácil alterá-los com a plataforma.

O que é No-Code?

As soluções No-Code apresentam desenvolvimento visual por meio de ações de arrastar e soltar.

Ao contrário do Low-Code, elas atendem principalmente a empresários ou outros profissionais de TI que talvez não conheçam nenhuma linguagem de programação, mas que desejam desenvolver um aplicativo para um caso de uso específico, geralmente para o seu departamento. Ou seja, o No-Code permite que as organizações disponibilizem para as equipes as ferramentas necessárias para que criem aplicativos sem treinamento formal de desenvolvimento.

Tudo o que o fornecedor No-Code acha que o usuário precisa para criar um aplicativo já está embutido na ferramenta. As soluções No-Code são semelhantes às plataformas populares de blogs e empresas de design de sites de comércio eletrônico que oferecem páginas pré-criadas que você pode usar para lançar o seu blog ou empresa em poucos minutos.

Vantagens do No-Code

O No-Code é ótimo para quando você precisa de um aplicativo simples para resolver um único problema da empresa ou do departamento e não quer esperar de 3 a 6 meses para que a TI crie e entregue o aplicativo.

As plataformas No-Code exigem muito pouco treinamento, portanto, qualquer pessoa na sua organização pode criar um aplicativo, geralmente no âmbito da gestão de processos de negócios, como as aprovações de despesas. O No-Code dá aos usuários da empresa a liberdade de atender a uma necessidade imediata sem desviar a atenção da TI dos projetos de desenvolvimento de vital importância para a empresa.

Desvantagens do No-Code

A desvantagem do No-Code é que isso pode resultar em Shadow TI, em que as pessoas desenvolvem aplicativos sem a devida supervisão ou consideração.

Como se pode prever, os resultados podem levar a questões relacionadas à segurança, problemas de conformidade, problemas de integração, aplicativos que utilizam mais recursos do que o necessário e maior dívida técnica. Há muito a ser dito sobre ter o conhecimento técnico para considerar todos os ângulos da automação do processo comercial com uma interface fácil de usar antes de começar a desenvolver um aplicativo.